25 de ago de 2009

Arte colombiana: 1948 a 1965


Alejandro Obregón, Máscaras, 1952
Um recente panorama, apresentado de dezembro de 2009 a 25 de janeiro de 2010, na Galeria do Sesi, em São Paulo, reuniu 148 obras de 47 artistas que participaram da renovação modernista do país. Com obras pertencentes a acervos particulares e ao Museu Nacional da Colômbia, a exposição abarcou o período entre 1948 e 1965, o de maior transformação da arte colombiana.
Sem apoio oficial, os artistas organizavam coletivas por conta própria. Dessa geração, destacam-se Fernando Botero e Alejandro Obregón (1920-1992).
Nessa época, conforme pôde ser visto nesta exposição, o cubismo teve grande influência sobre os pintores colombianos, em especial sobre Alejandro Obregón.
Mesmo Fernando Botero, atualmente conhecido pelas figuras corpulentas, têm relação com o movimento liderado por Pablo Picasso (1881-1973).

Nenhum comentário:

Postar um comentário